terça-feira, 14 de Agosto de 2012

Livro Infantil - A avó come muito queijo, é o que é!

Alzheimer é uma doença difícil de explicar seja a adultos ou crianças (principalmente). Para ajudar nesta explicação existe nas livrarias desde o início deste ano um livro que ajuda a explicar as crianças (e não só) o que acontece com esta doença degenerativa.

O Livro



"Este livro-álbum, que procura contribuir para o esclarecimento precoce da população acerca da deterioração cognitiva de que muitos adultos, familiares e amigos, padecem, recorre ao ponto de vista da criança para o fazer. Era uma vez uma avó muito esquecida que gostava de pregar partidas mas, como também era distraída, não dizia a ninguém que a brincadeira já tinha começado. A neta sentia-se injustiçada ao constatar que a avó não era castigada pelas grandes asneiras que fazia. A mãe teve de lhe explicar que a avó comia muito queijo, isto é, estava a perder a memória…"



 ""A minha avó sempre teve amigos
- uns de abraço, outros de beijo -
e por isso nunca está sozinha.
Os crescidos estão sempre a dizer
que a amizade é uma coisa difícil de manter
e que não se arranjam amigos com facilidade,
mas a minha avó tem um amigo novo por dia.
Lá nisso eu sou muito parecida com ela.
(...)
Aquela palavra, memória, deixou-me confusa.
O que é a memória?
(...)
é onde colocamos tudo que aprendemos.
(...)
como será que se perde a memória?
(...)
Agora já percebo tudo!
Afinal a avó não tem tantos amigos como eu pensava,
nem faz um amigo novo por dia.
As pessoas que a trazem a casa só querem ajudá-la
a encontrar o caminho de volta.
(...)""




Texto: Manuela Leite e Gabriela Sotto Mayor
Ilustração: Gabriela Sotto Mayor
Edição: Trinta Por Uma Linha




"Quando abrimos o livro já vamos de apetite aberto por um título que nos faz sorrir. Quem é que resiste a uma avó que gosta de pregar partidas e que passa a vida a mudar as coisas de sítio? Depois vem o murro no estômago. Afinal a avó não faz amizades novas todos os dias. Mas todos os dias pessoas novas trazem-na a casa quando se perde na rua. Afinal a avó não gosta de esconder os objectos. Simplesmente não se lembra do lugar deles. Uma história (só) aparentemente ligeira, contada na primeira pessoa por uma neta que vai assistindo à deterioração cognitiva da avó. Dói-nos por dentro a página em que esta deixa de conhecê-la, faz-nos pensar naquele parente chegado (a nossa avó?) a quem aconteceu o mesmo. Este é um livro-álbum que todos os miúdos deveriam ler para entender melhor as doenças dos muito graúdos (a autora fez doutoramento sobre a demência de Alzheimer). As ilustrações de Gabriela Sotto Mayor, que também ajudou a escrever o livro, são cinco estrelas." 

 "Time Out Lisboa"








Pessoalmente ainda não vi nem li o livro, dai não ter uma opinião pessoal para dar, mas do que vi e li para fazer este post, parece-me um livro interessante a todos os níveis e também bastante educativo.
 Um livro certamente a não perder (principalmente para pessoas que lidam com esta doença)!

Blogs que visitei:





Tudo de bom! Boas leituras!


Sem comentários:

Enviar um comentário